Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Octávio Ribeiro

A desunião Ibérica

Portugal deve olhar com cautela este fenómeno.

Octávio Ribeiro(octavioribeiro@cmjornal.pt) 20 de Outubro de 2019 às 00:31
Se queres apagar uma Nação, arranca-lhe a língua – diria Maquiavel ao seu Príncipe, se acaso vivesse no século passado.

Sobre as ruínas da guerra civil, o ditador Franco construiu um Estado centralista sem lugar a grandes autonomias e com a língua castelhana como força unificadora. O regime democrático, de monarquia constitucional, que sucedeu ao franquismo reconheceu a necessidade de autonomia das suas ‘regiões’ e aceitou o regresso das línguas autóctones.



Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas