Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Paula Varandas

Surrealista

Um bom funcionário pode entrar em resistência passiva.

Paula Varandas 4 de Agosto de 2018 às 00:30
Caso alguém seja acusado ou condenado pelo crime de violência doméstica e se for funcionário público, o Ministério Público, cumprindo a lei, emite certidões para a Comissão para a Igualdade de Género e para o organismo onde esse funcionário trabalha.

Até se pode entender a comunicação àquela Comissão para efeitos estatísticos dos indivíduos que são acusados e aqueles que efetivamente são condenados.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Ministério Público Comissão para a Igualdade de Género crime lei e justiça justiça e direitos
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes