Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo João Santos

Festas do povo

Dois acontecimentos podem comprometer o futuro próximo de todos: as comemorações do 25 de Abril e do 1º de Maio.

Paulo João Santos 22 de Abril de 2021 às 00:31

Num momento decisivo para a consolidação do desconfinamento, assente no reforço da vacinação e no esforço das escolas, empresas, indústria, comércio, restauração, em garantir as regras sanitárias, dois acontecimentos podem comprometer o futuro próximo de todos: as comemorações do 25 de Abril e do 1º de Maio.

Passou um ano, mas continuam frescas na memória as imagens do ‘tudo ao molho e fé em Deus’ que marcaram o encerramento do Dia do Trabalhador. Dir-se-á que o Avante, meses depois, foi um exemplo de como é possível reunir milhares de pessoas sem aumentar o risco de contágio. A máquina comunista primou pelo rigor, mas não creio que o modelo possa ser replicado. Primeiro, porque o 25 de Abril é de todos e todos têm direito a celebrar como entenderem, em Lisboa ou noutro sítio qualquer. Não pode haver filhos e enteados, uns mais que outros. O mesmo se aplica ao 1º de Maio. Depois, porque estamos em desconfinamento, ao contrário do ano passado.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes