Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo João Santos

O caminho do Diabo

Um padre de Viseu assumiu – e bem - a paternidade de uma menina, mas quer continuar a exercer o sacerdócio, um desejo apadrinhado pelo bispo da diocese.

Paulo João Santos 6 de Abril de 2018 às 00:32
Um padre de Viseu assumiu – e bem - a paternidade de uma menina, mas quer continuar a exercer o sacerdócio, um desejo apadrinhado pelo bispo da diocese. Estranha opção. Estranho consentimento. Apesar de a instituição família ser um dos bens mais sagrados da Igreja Católica, não pode viver com a amada nem a filha, limitando-se a pagar uma pensão de alimentos.

Não é a primeira vez nem será a última que um padre quebra o voto de castidade, esquecendo que o sacerdócio não é um emprego nem uma profissão, mas uma vocação. O que não se compreende é a complacência da Igreja para quem infringe as regras, esquecendo, também ela, que ‘de perdão em perdão até ao pecado final’ é seguir o caminho do Diabo, mesmo se o Inferno não existe, como assegura o Papa Francisco.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
História Inferno padre de Viseu Igreja Católica Igreja Papa Francisco religião questões sociais
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes