Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Paulo Sargento

O crime de Cachoeiras

Sabemos que as narrativas são isso mesmo: narrativas.

Paulo Sargento 29 de Outubro de 2018 às 00:30
"Seriam 8 da manhã, penso. Bateram-me à porta e eu até pensei que era o padeiro, àquela hora." É com esta frase que Rosa Grilo inicia uma das suas mais formais narrativas sobre o crime de homicídio e profanação de cadáver (e sabe-se lá mais o quê) de que terá sido vitima o seu marido, Luís Grilo.

Nos últimos dias, ou mesmo semanas, porém, pudemos assistir a uma crescente produção de narrativas/versões, em sucessivas situações de interrogatório judicial e/ou entrevistas voluntárias da arguida Rosa Grilo a diversos órgãos de comunicação social, cujas contradições e, mesmo, inverosimilhança ou ilogicidade têm gerado enorme interesse nos cidadãos.



Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
C-Studio