Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Ricardo Ramos

Muito pouco, muito tarde

A ONU tem sido muito criticada nos últimos anos pela inação naquele que é um dos seus papéis fundamentais.

Ricardo Ramos 25 de Abril de 2022 às 00:30
Mais importante que discutir se António Guterres devia ir primeiro a Moscovo ou a Kiev é saber porque é que só agora, ao fim de dois meses de guerra, é que o secretário-geral das Nações Unidas decidiu abandonar o conforto do seu gabinete em Nova Iorque para tentar negociar um cessar-fogo.

A ONU tem sido muito criticada nos últimos anos pela inação naquele que é um dos seus papéis fundamentais, a prevenção e mediação de conflitos.



António Guterres Moscovo Kiev Nova Iorque política organizações internacionais
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas