Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Ricardo Valadas

Os Direitos do Homem

Uma sociedade justa implica regras comuns e respeito por estas.

Ricardo Valadas 5 de Março de 2017 às 00:30
Dita o artigo primeiro e sétimo da Declaração Universal dos Direitos do Homem, que todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos, dotados de razão e de consciência, devendo agir uns para com os outros em espírito de fraternidade, assim como todos serão iguais perante a lei, sem distinção, com direito a igual proteção da lei, devendo-se agir contra qualquer incitamento a discriminações.

Se queremos uma sociedade mais justa e fraterna, temos - não por obrigação mas por razão de ordem moral - de ter presente o respeito pelo próximo e pela sua diferença (inclusive, ideológica).

No entanto, importa sublinhar que, para cada direito, deverá corresponder a responsabilidade de um dever. Viver em sociedade, é viver na distinção e na partilha de culturas, ideologias, credos, religiões e etnias, pois é isso que nos torna ímpares e complementares. Uma sociedade justa implica regras comuns e o respeito pelas mesmas, as quais, se violadas, terão as devidas consequências, de igual modo para todos.

Um direito legítimo à diferença, implica um direito e um dever legítimo à igualdade do cumprimento de regras e normas em sociedade sem as quais não somos mais que um "aglomerado populacional".
Declaração Universal dos Direitos do Homem sociedade regras justiça
Ver comentários