Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Rui Zink

À procura de pé

O PSD está agora cheio de gente arrependida por ter eleito Rio para liderar o clube, perdão, o partido.

Rui Zink 4 de Junho de 2021 às 00:30
A direita portuguesa aspira a regressar ao poder. E faz bem. Aspirar é bom. O problema é que a tradicional forma de lá chegar (o PSD, por vezes com o CDS) está curta. Dois partidos vieram devorar o partido do táxi, reduzindo-o a uma trotinete. E, tal como nos Açores, uma questão paira: que alianças serão legítimas para regressar ao poder?

Em Israel, uma coligação entre oito partidos de todos os quadrantes conseguirá por estes dias (oxalá) criar uma plataforma parlamentar afastando o eterno Bibi – e elegendo como primeiro-ministro o líder de um partido com apenas sete deputados. É assim. Em todo o lado onde vigore o sistema parlamentar, criam-se alianças impensáveis semanas antes em campanha, pois diziam uns dos outros o que o toucinho não diz da couve galega. Desculpem, mau exemplo: toucinho e couve galega marcham bem juntos. Mas a ideia é essa. Governa quem conseguir uma maioria parlamentar.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
PSD CDS Açores PS política partidos e movimentos governo (sistema) parlamento
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes