Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Teófilo Santiago

Novos caminhos

A investigação criminal tal como a conhecemos não é suficiente.

Teófilo Santiago 11 de Janeiro de 2020 às 00:30
Quando a criminalidade se torna cada vez mais complexa e fluida, as fronteiras caem e os criminosos se organizam em corporações internacionais, desafiando os Estados, torna-se imperioso pensar a investigação criminal de forma diferente. A investigação criminal tal como a conhecemos - reativa e virada para o caso concreto - não é suficiente para responder aos desafios das novas formas de criminalidade.

Todos parecem estar de acordo e não há fórum sobre o tema em que não se aponte a necessidade da investigação criminal se tornar proativa, em que o objeto seja o fenómeno e as organizações criminosas e não apenas o ato criminoso - apostando-se decisivamente na informação como o instrumento essencial para conhecer essas organizações por dentro, de modo a antecipar os passos criminosos para os evitar e, quando possível, infiltrá-las, criando-lhes instabilidades que as levem ao erro. Só que palavras leva-as o vento e a mudança tarda.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Estados crime lei e justiça questões sociais crime organizado
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes