Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Mário Nogueira

Estado de exceção

O governo excluiu os sindicatos da lista de contactos.

Mário Nogueira 22 de Dezembro de 2020 às 00:30
Desde maio de 2019 que a Educação vive em estado de exceção. Nesse mês, no dia 3, António Costa anunciou a demissão do governo, caso o tempo de serviço dos professores fosse integralmente contabilizado; uma semana depois, PSD e CDS-PP, virando o bico ao prego, juntaram-se ao PS para inviabilizar essa contabilização.

Em 20 de dezembro de 2019, PS, PSD e CDS-PP chumbaram projetos de PCP e BE para recuperar, faseadamente, o tempo de serviço em falta e, há dias, em 7 de dezembro, rejeitaram projetos de resolução apresentados por BE, PCP, PAN e PEV, que recomendavam a valorização dos professores, da sua profissão e da sua carreira. Após maio de 2019 o desrespeito pelos professores aumentou e, para quebrar o seu protesto, o governo excluiu os sindicatos da lista de contactos.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
António Costa PCP PS BE PSD CDS-PP PAN PEV política
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes