Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Manuel Catarino

O médico legista

O ministro das Finanças, num longo e dormente bocejo, apresentou ontem o estado a que o País chegou.

Manuel Catarino 5 de Junho de 2012 às 01:00

O que Vítor Gaspar quis dizer, naquele seu estilo de quem está a hipnotizar quem o ouve, é só isto: Portugal é financeiramente um cadáver adiado – e o ministro um excelente médico legista. O tecnocrata que Passos Coelho resgatou a uma cinzenta existência em Bruxelas tentou salvar um País doente. O ministro, para nossa desgraça, enganou-se no diagnóstico e não acertou com a terapêutica. Portugal foi definhando sem melhoras. Ontem, Vítor Gaspar tornou público o estado a que chegámos – e o documento, que ele leu com pesar, é um relatório de autópsia. Como médico legista, o ministro é de um rigor extremo.

Ver comentários