Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2

Narrativa do inferno

A nova estirpe inglesa é a nova desculpa para a incompetência.
Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 29 de Janeiro de 2021 às 00:32

A nova estirpe inglesa pode representar um terço dos novos casos no País, quase metade dos registados na região de Lisboa, mas já se tornou a narrativa dominante para explicar o fracasso na previsão e a incompetência política na gestão da crise sanitária.

Todos os anos, nos dias mais frios, o sistema hospitalar fica à beira do colapso. Seria natural prever que a Covid-19 aumentasse essa pressão este inverno. E foi isso que aconteceu.

O número de óbitos provocados pela peste envergonha Portugal nos rankings internacionais. Mas além da pandemia, a mortalidade aumenta face ao ano anterior, porque o sistema de saúde, que já está a trabalhar acima da capacidade há muito tempo, não consegue tratar todos os doentes.

Quase 11 meses depois do início da peste no País, continuamos a correr atrás do doloroso prejuízo. Em menos de 5 minutos a Covid-19 mata uma pessoa em Portugal.

Ineficaz no combate sanitário, o Governo mostra outra capacidade de resposta na gestão da comunicação. Ontem o duplo recorde, de contagiados e mortos , só foi conhecido instantes depois de ter terminado o debate no parlamento. É difícil acreditar que foi pura coincidência.

País Covid-19 Lisboa Portugal questões sociais demografia emigrantes economia negócios e finanças saúde
Ver comentários