Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5

Travão alemão

Atraso da bazuca será dramático para famílias e empresas.
Paulo João Santos 5 de Abril de 2021 às 00:33
Um grupo de cidadãos alemães ameaça transformar a bazuca dos milhões num tiro de pólvora seca. São pouco mais de dois mil, mas suficientes para suspender a ratificação do Fundo de Recuperação, a arma europeia para combater os efeitos da Covid nas economias dos 27. Alegam que é contrário às leis fundamentais do país e o Tribunal Constitucional alemão aceitou analisar o documento.

A primeira consequência prática é o atraso na distribuição de verbas pelos Estados-membros, mesmo que a Justiça alemã não encontre inconstitucionalidades. Significa isto que a recuperação económica do bloco europeu será ainda mais lenta que o previsto e a diferentes velocidades, com Portugal na cauda do pelotão.

São vários os sinais de alarme que chegam todos os dias das dificuldades sentidas por famílias e empresas. A corrida desenfreada ao reembolso do IRS diz bem do desespero de muitos contribuintes. Assim como o aumento assustador de pedidos de ajuda alimentar.

Se o dinheiro da Europa falhar – depois do flop das vacinas tudo é possível – esperam-nos tempos dramáticos, mal o Estado retire o tapete às ajudas e apoios. Não haverá almofada que amorteça a queda.
Ver comentários