Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5

Cuidado com o R

Alguém estará a fazer política com os números da doença?
Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 6 de Abril de 2021 às 00:32

No arranque da nova fase de desconfinamento há sinais de que o pior pode já ter passado. Vejamos: hoje mesmo fazemos o levantamento do número de surtos em lares e de óbitos entre os mais idosos.

Em ambos os casos regista-se uma quebra relevante. Isto indicia que a vacina está a resultar, em defesa da população mais exposta aos perigos do vírus e consequentemente mais vulnerável. Também os internamentos, em particular nos Cuidados Intensivos, continuam globalmente a descer.

Estes sinais surgem ao fim de 3 semanas já completas de desconfinamento parcial, e desta vez com o poder político a evitar os erros graves cometidos no Natal.

Por tudo isto, convinha que fosse muito bem explicada a questão do índice de transmissão, que continua a subir. Se o número de contágios está estabilizado entre nós, é essencial entender que tipo de comportamento de risco está a ser sinalizado com a subida do R.

Porque se a matriz de risco já mostrou ser útil como alerta para toda a sociedade, e dessa forma a estamos a ler diariamente, convém evitarmos a suspeita de que alguém possa estar a fazer política com os números da doença.

Ver comentários