Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4

Meio tempo

Não são propostas de meio tempo que vão resolver os problemas da democracia.
Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 16 de Novembro de 2021 às 00:31
Rui Rio está disponível para negociar meia legislatura com o PS, caso este vença as eleições sem maioria absoluta. O líder do PSD prossegue a sua pedagogia de inspiração germânica sobre as reformas do regime, a governabilidade e as consequentes alianças, coligações e outros entendimentos de geometria variável.

Pelo seu lado, faz bem em manter a coerência, mas este espírito de meio tempo que se instala no sistema político, porventura influenciado por Marcelo Rebelo de Sousa e pela sua experiência enquanto líder do PSD, quando viabilizava os Orçamentos de António Guterres, é tudo menos saudável.

O único significado possível – e preocupante - a extrair deste possibilismo histórico que estamos a viver é, tão só, o evidente bloqueio do sistema eleitoral e político. E, perante isso, não serão propostas de meio tempo que vão resolver os problemas da democracia.

Pior ainda, se elas resumem as necessidades de reformas, incluindo do sistema eleitoral, ao essencial do que são as ideias, objetivos e interesses do PS e do PSD, bem como das respetivas clientelas.
Rui Rio PS PSD política partidos e movimentos eleições
Ver comentários