Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião

O rei da cocada

Lula é mais um exemplo do relativismo moral que impera em certa esquerda.
Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 6 de Maio de 2022 às 00:33
Lula da Silva, esse grande democrata que defende tiranos diversos pelo Mundo, compara Zelensky a Putin em matéria de responsabilidade pelo início da guerra. Numa entrevista à ‘Time’, Lula brinda-nos com várias pérolas. Diz que Zelensky "é o rei da cocada" e que "festeja a guerra".

Um delírio de alguém que se acha ele próprio o rei de uma imensa cocada, no exato sentido da arrogância que esta linguagem exprime. Lula é mais um exemplo do relativismo moral que impera em certa esquerda. Um exemplo do fanatismo e da intolerância que impede a afirmação de coisas tão evidentes como a que António Guterres proclamou sobre a guerra. Há soldados da Rússia na Ucrânia e não desta em solo russo. Mas Lula não quer saber de factos.

É como aqueles que viram uma sugestão de ilegalização do PCP nas declarações de um dirigente associativo ucraniano. Isso não é dito, mas é evidente que o homem se pôs a jeito para que o mandassem para a sua terra. Não com a linguagem truculenta de André Ventura, é certo, mas pretendendo alcançar o mesmo objetivo, quando o chefe do Chega quis despachar Joacine Katar Moreira para a Guiné-Bissau.
Putin Zelensky Silva Time Mundo Lula política partidos e movimentos
Ver comentários
}