Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9

Fantoches de Putin

Arrastar a região moldava para a guerra era questão de tempo.
Alfredo Leite(alfredoleite@cmjornal.pt) 27 de Abril de 2022 às 00:32
A República Moldávia Peridniestriana, vulgo Transnístria, é um estado-fantoche russo que declarou independência do território moldavo nos anos 90, sendo reconhecida apenas por três ‘países’: Ossétia do Sul, Abecásia e Nagorno-Karabakh. Mas não pela Rússia que, paradoxalmente, mantém no território – encravado entre a Moldávia e a Ucrânia – uns mil e duzentos militares travestidos de ‘força de paz’.

Significa isto que quem manda, de facto, na Transnístria é Moscovo. Arrastar a região moldava para guerra que a Rússia declarou à Ucrânia era, portanto, questão de tempo. Pensava-se é que a desfaçatez belicista de Putin fosse mais comedida. O momento chegou agora. Um ataque atingiu um edifício governamental em Tiraspol e destruiu antenas repetidoras de rádio russas.

Não se sabe quem efetuou os disparos que, por sinal, não causaram vítimas. Mas a Rússia já se apressou a apontar o dedo à Ucrânia, acusando-a de “provocação” que exige resposta. Parece óbvia a ambição de Moscovo ir além da conquista de território ucraniano. Devemos levar muito a sério as declarações do MNE russo, Sergei Lavrov. O risco de uma terceira guerra mundial não é ficção.
Ver comentários
}