Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3

O custo da derrota

Há relatos de pais obrigados a vender filhos para alimentar a família.
Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 16 de Agosto de 2022 às 00:32
As imagens da retirada das tropas americanas de Cabul há um ano fizeram lembrar o caos dos últimos dias da humilhação no Vietname , mas os efeitos da derrota no Afeganistão são mais desastrosos.

Não foram apenas as tropas americanas que perderam esta guerra, foi o Ocidente que perdeu a face. Os aliados deixaram milhões de pessoas à sua triste sorte, e particularmente as mulheres, que nos 20 anos de ocupação americana tinham recuperado direitos fundamentais retirados pelos fanáticos fundamentalistas.

Além das mulheres que perderam a sua liberdade e outros direitos básicos, como estudar ou trabalhar, há milhões de pessoas em situação de catástrofe humanitária.

Os relatos que chegam daquele país montanhoso da Ásia contam que há pais que vendem os filhos, forçam casamentos de filhas menores, para poderem alimentar o resto da família.

Milhares de crianças morrem de doenças banais, porque não há dinheiro para cuidados médicos e remédios mais básicos. Com a guerra na Ucrânia, já ninguém quer saber do inferno Afegão, tal como da fome na Somália, mas não podemos tolerar estes atentados infames à dignidade humana.
Ver comentários