Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Tânia Laranjo

Dois pesos e uma medida ao jeito de um ex-ministro

Procurador pede a absolvição, a hierarquia assobia para o lado e a procuradora fica como a grande bandida desta história.

Tânia Laranjo 8 de Janeiro de 2022 às 00:30
Quando o procurador de Guimarães pediu a absolvição de Pinto da Costa, no processo da SPDE, e mais tarde a Relação impediu a hierarquia de recorrer, caiu o Carmo e a Trindade no Ministério Público que deu de imediato indicações de que tal não poderia voltar a acontecer.

No País do respeitinho e no processo em que um juiz ousou requerer, sem êxito, a inquirição do primeiro-ministro em funções, há dois pesos e uma medida ao jeito de um ex-ministro.



Relação Ministério Público Pinto da Costa SPDE questões sociais
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas