Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7

Débora Carvalho

Lágrimas de Maria

A mulher de Rendeiro preferiu o silêncio.

Débora Carvalho 29 de Outubro de 2021 às 21:12
A mulher de Rendeiro preferiu o silêncio. Não abrir a boca é uma das mais poderosas armas de defesa e Maria de Jesus Rendeiro sabe disso.

Emocionou-se e as lágrimas, que muitos dizem ser de crocodilo, foram suficientes para a juíza Tânia Gomes suspender a audiência. A mulher do ex-banqueiro bem sabe que seria difícil explicar como que é que nos últimos meses, por debaixo do seu nariz, as paredes de sua casa ficaram vazias.

E os quadros, esses, entregues a conceituadas leiloeiras . Vítima ou cúmplice? É o que a Justiça vai agora investigar. Por enquanto, Maria está livre.

Mas será que a tentação de fugir, como fez o marido, pode falar mais alto?
Maria de Jesus Rendeiro crime lei e justiça
Ver comentários