Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3

O adeus de Merkel

Mas as eleições de ontem marcam a saída de cena da política mais determinante da UE no século XXI.

Os esmagadores resultados parciais

A longa noite eleitoral tem um problema na versão televisiva: a noite começa cedo demais e depois entra muito no ronhonhó da repetição de projecções e de resultados parciais de concelhos, tipo uma freguesia em 20.

Uma vitória descendente

Aos portuenses que votaram Moreira resta agora esperar por novembro para saber se o terramoto ‘Selminho’ será capaz de fazer o que a ida às urnas ontem não conseguiu.

Esta não é a praia dos liberais

O principal objetivo foi alcançado, não perder por falta de comparência, mas as autárquicas não são (por enquanto) a praia do Iniciativa Liberal.

Tudo como dantes

Ontem, na sede eleitoral, nos Coruchéus, junto à Av. de Roma, em Lisboa, a tarde começou zen.

Uma réstia de força

As apostas em Lisboa, no Porto e em Coimbra foram vencedoras, o resultado global não envergonha e estanca uma hemorragia política que ameaçava infetar a liderança de Francisco Rodrigues dos Santos.

Nada de mais

Já vimos o PCP fazer festa por resultados piores — Ventura conhece estes truques e, numa noite em que todos quiseram ser vencedores (exceto o PCP, desta vez), não fez nada de mais.

Xeque ao PCP

O Bloco pode obter melhores resultados nacionais, mas não consegue penetrar nesses domínios.

Ver + noticias

CM ao Minuto

Mais notícias
pub
Eu reporter CM Seja um repórter CM Mande-nos a sua notícia, vídeo ou fotografia.
Subscrever newsletter
Subscreva a Newsletter Exclusivos por email

Conteúdos exclusivos diários dos assinantes Correio da Manhã Exclusivos.

(Enviada diariamente)

Ver exemplo

Multimédia

Também em Destaque

Ver + notícias