Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Apoio para projetos de ensino especial

Professores e alunos podem beneficiar de projetos inovadores.
15 de Maio de 2019 às 08:35
Professores e alunos
Sala de aula
Sala de aula
Professores e alunos
Sala de aula
Sala de aula
Professores e alunos
Sala de aula
Sala de aula
A Estratégia Europeia para a Deficiência 2010/2020 apoia iniciativas para o desenvolvimento de uma educação inclusiva, para que todas as crianças, sobretudo as que têm necessidades especiais, possam usufruir de um sistema de ensino que sirva de base para o futuro.

Uma agência europeia especializada está encarregada de criar projetos que desenvolvam políticas eficazes que cheguem a todas as escolas da UE.

O objetivo é envolver os professores de ensino especial em projetos que permitam a partilha de ideias e a inclusão de todos os alunos, de forma a enriquecer a experiência escolar.

Nesse sentido, a União Europeia financia também a investigação sobre tecnologias que utilizem os pontos fortes dos alunos, para facilitar a aprendizagem nas turmas de ensino especial.

Exemplos disso são o projeto ‘Open Book’ – que ajuda os alunos autistas a lerem com mais facilidade – e o ‘ILearnRW’ – que facilita o processo de aprendizagem por parte de crianças com dislexia.

NÚMEROS 
16 milhões de euros foi o valor disponibilizado pelo Banco Europeu de Investimento para a construção do novo polo da Universidade Nova em Carcavelos.

12 aldeias históricas na zona Centro de Portugal foram reabilitadas com o apoio de fundos europeus.

60% foi a contribuição da UE na construção do Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, Matosinhos.
Ver comentários