Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Catarina Martins acusa Costa de "exercício de cinismo" sobre a Galp

Coordenadora do Bloco de Esquerda diz que o primeiro-ministro nada fez para impedir os despedimentos.
Lusa 20 de Setembro de 2021 às 12:19
Catarina Martins recorda Jorge Sampaio
Catarina Martins recorda Jorge Sampaio
A coordenadora do BE, Catarina Martins, criticou esta segunda-feira o "exercício de cinismo" de António Costa em relação à Galp, considerando que o primeiro-ministro "não pode estar chocado" depois de nada ter feito para impedir os despedimentos.

No final de uma ação de campanha autárquica na Feira de Espinho, distrito de Aveiro, Catarina Martins foi questionada sobre as declarações de António Costa, enquanto secretário-geral do PS, que no domingo afirmou que "era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade" como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma "lição exemplar" à empresa.

"O que é que pensará um trabalhador da refinaria da Galp quando ouve a mesma pessoa que impediu qualquer mudança que protegesse o seu emprego, uma vez despedido, a dizer que aquilo que não podia ter acontecido? A política não pode ser esse exercício de cinismo, a política tem de ser sobre soluções para a vida das pessoas", condenou.

Catarina Martins António Costa Galp BE política partidos e movimentos eleições
Ver comentários