Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Gestor da Groundforce está a ser julgado por violação da autonomia sindical

Em causa está uma acusação do Ministério Público, no seguimento de uma queixa por discriminação de trabalhadores.
Salomé Pinto 9 de Abril de 2021 às 08:38
Ex-CEO da Groundforce Paulo Leite
Ex-CEO da Groundforce Paulo Leite FOTO: Miguel Baltazar
O ex-CEO e atual administrador não executivo da Groundforce, Paulo Neto Leite, está a ser julgado por violação da autonomia sindical. Esta manhã decorre a segunda sessão do julgamento no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, onde será ouvido Neto Leite, confirmou o próprio ao CM.

Em causa está uma acusação do Ministério Público, no seguimento de uma queixa apresentada por quatro sindicatos (SIMA, SINTAC, STHA e SQAC), por discriminação de trabalhadores a quem foi negado um prémio de desempenho em dezembro de 2017. O gestor explica que “o prémio não foi pago a esses trabalhadores porque os respetivos sindicatos não assinaram o acordo de revisão salarial com a empresa” ao contrário dos restantes sindicatos. Esta quinta-feira, aqueles quatro sindicatos congratularam-se com a saída do cargo de CEO de Neto Leite. Alguns delegados sindicais ficaram desagradados com o comunicado, por não terem sido previamente consultados, sabe o CM.
Groundforce Paulo Neto Leite Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa economia negócios e finanças trabalho
Ver comentários