Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Imprensa mundial destaca morte de Otelo, “o estratega do 25 de Abril”

Capitão de Abril lembrado pelo espírito revolucionário e pela responsabilidade moral nos atentados das FP-25.
Correio da Manhã 25 de Julho de 2021 às 17:11
Em 2011 | Apresentação do livro de Otelo Saraiva de Carvalho no Posto de Comando da Pontinha, Odivelas
Em 2011 | Apresentação do livro de Otelo Saraiva de Carvalho no Posto de Comando da Pontinha, Odivelas FOTO: Tiago Sousa Dias
A agência cubana de notícias "Prensa Latina" foi um dos primeiros meios internacionais a noticiar a morte de Otelo Saraiva de Carvalho. "Morreu o estratega da revolução dos cravos", escreveu a agência oficiosa sediada em Havana.

O canal de televisão francês France 24 sublinhou a personalidade controversa de Otelo, "como era conhecido".O canal "Euronews" destaca o desaparecimento do homem que "colocou um fim" à ditadura em Portugal.

No país vizinho, o "El Periodico" da Catalunha relembra que foi Otelo que "desenhou" as operações que levaram ao cerco do quartel do Carmo onde Marcello Caetano (que o jornal apelida de "herdeiro de Salazar") se refugiou dos revoltosos de abril.

O "Le Figaro", de Paris, refere Otelo como um homem "comprometido e generoso" e lembra a sua responsabilidade moral pelos atentados terroristas das FP-25.
Otelo Saraiva de Carvalho Prensa Latina Havana questões sociais
Ver comentários