Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Inês Medeiros recandidata-se a Almada com objetivo de "agir" em vez de "apregoar"

Autarca do PS) apresentou a sua recandidatura ao cargo ao lado do secretário-geral dos socialistas, António Costa.
Lusa 22 de Julho de 2021 às 22:52
Inês Medeiros recandidata-se a Almada com objetivo de 'agir' em vez de 'apregoar'
Inês Medeiros recandidata-se a Almada com objetivo de 'agir' em vez de 'apregoar' FOTO: Lusa
Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada, considera que a escolha que os eleitores almadenses vão fazer nas próximas autárquicas, agendadas para 26 de setembro, será entre quem "age" e quem "apregoa".

Sem nunca mencionar o nome dos opositores, a autarca do Partido Socialista (PS), que apresentou  esta quinta-feira a sua recandidatura ao cargo ao lado do secretário-geral dos socialistas, António Costa, deixou implícitas várias críticas ao principal partido da oposição (CDU), que tem como candidata em Almada a atual edil de Setúbal, Maria das Dores Meira.

"Quem lidera tem sempre o poder e o dever de escolher. Escolher entre fazer pouco, para se poupar a críticas, ou escolher fazer o que ainda não foi feito; escolher fazer para alguns, para alimentar a máquina e garantir privilégios, ou fazer o que tem de ser feito para o bem comum; escolher entre apregoar ou agir; escolher entre desistir ou cumprir; reivindicar ou construir. Penso que sabem qual é a nossa escolha", disse.

Na hora de perspetivar o futuro, Inês de Medeiros anunciou que vários projetos vão em breve ser uma realidade no concelho de Almada.

"A reabilitação do Forte da Trafaria, que alojará o Instituto de Arte e Tecnologia e tornará esta freguesia, antigamente votada ao esquecimento, num polo de conhecimento, inovação e cultura", anunciou.

A autarca destacou ainda o projeto 'Innovation District', que pretende criar uma nova centralidade na Área Metropolitana de Lisboa abrangendo a área entre Monte da Caparia e Porto Brandão.

"O nosso projeto âncora Innovation District que intensificou a nossa ligação com a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa assenta na inovação, sustentabilidade e qualidade de vida. O Innovation District vai concretizar um novo conceito de cidade que todos desejamos. A primeira das inovações é que não serão precisas duas décadas para se realizar. O nosso projeto já foi aprovado pela Câmara e já está a ver a luz do dia. Cumprimos ao trazer a universidade à cidade e a cidade à universidade", afirmou.

Inês de Medeiros anunciou também que o Plano Diretor Municipal (PDM) foi finalmente aprovado e vai permitir a concretização de vários projetos no concelho.

"Não nos podemos esquecer do nosso PDM que por fim viu a sua proposta de revisão concluída e aprovada depois de se ter iniciado em 2008 e que condensa em si toda a nossa visão para este território com os planos integrados de requalificação na frente marítima e ribeirinha", disse.

Além dos projetos que pretende concretizar em breve, a presidente da Câmara Municipal de Almada aproveitou a presença do Primeiro-Ministro e secretário-geral do PS, António Costa, para revelar que foi reservada uma área para uma futura ponte sobre o Rio Tejo.

"A criação de um porto de pesca na Trafaria e um porto de recreio em Porto Brandão e Cova do Vapor. A criação de um corredor verde ao longo do IC20 e a extensão do Metro à Costa de Caparica. Senhor Primeiro-Ministro, também reservámos um local para a nova travessia do Tejo", afirmou.

O atual executivo da Câmara Municipal de Almada é governado pelos socialistas com quatro eleitos, a CDU também tem quatro, o PSD dois e o BE um.

Além de Inês de Medeiros, pelo PS, concorrem à Câmara de Almada, Bruno Coimbra (Iniciativa Liberal), Manuel Matias (Chega), Joana Mortágua (Bloco de Esquerda),

Maria das Dores Meira (CDU) e Nuno Matias (PSD/CDS-PP/Aliança/PPM/MPT).

Ver comentários