Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Jerónimo apresenta João Ferreira e CDU como alternativa em Lisboa

Candidato comunista apelou aos eleitores que não deixem "confinar" o seu descontentamento e recusou a lógica da bipolarização entre o PS e o PSD
Lusa 12 de Abril de 2021 às 21:08
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
Jerónimo de Sousa apresenta João Ferreira como candidato a Lisboa
O secretário-geral do PCP apresentou hoje a CDU "força da alternativa" em Lisboa nas autárquicas do outono e João Ferreira como o candidato de uma coligação "preparada para assumir todas as responsabilidades" que a população lhe der.

Numa sessão de apresentação da candidatura, na baixa lisboeta, no Largo José Saramago, o escritor comunista que recebeu o Nobel, Jerónimo de Sousa afirmou os eleitores conhecem a Coligação Democrática Unitária (CDU) pelo que fez ao longo dos anos, incluindo quando teve um acordo com o PS na década de 1990, e que afastou "a direita" do poder.

João Ferreira apela ao voto dos descontentes em Lisboa
O candidato da CDU à câmara de Lisboa, João Ferreira, apelou aos eleitores que não deixem "confinar" o seu descontentamento e recusou a lógica da bipolarização entre o PS e o PSD nas eleições autárquicas do outono.

"Existem justas razões para o descontentamento de muitos dos que vivem em Lisboa. Mais ainda para o descontentamento de muitos que deixaram de o poder fazer. É importante que esse descontentamento se traduza numa vontade de mudança", afirmou João Ferreira, na apresentação da sua candidatura do PCP e Verdes, no largo José Saramago, em Lisboa, ao ar livre, e que por pouco escapou a uma chuvada.

Na sessão, em que participou o secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, o candidato insistiu que "é importante não deixar o descontentamento aprisionado numa encenada bipolarização" para as autárquicas na capital, "a que alguns recorrem para confinar as escolhas dos cidadãos", de forma a garantir que "ou nada muda, ou o que muda é para pior".

Num discurso longo, de mais de 30 minutos, João Ferreira, que vai deixar se ser eurodeputado para se dedicar à campanha autárquica, fez um balanço do trabalho dos autarcas da CDU, e criticou PS, PSD e, mais indiretamente, o Bloco de Esquerda, que faz "maioria" com os socialistas na câmara da capital.

Se nunca referir o nome de Carlos Moedas, o ex-secretário de Estado no Governo de Passos Coelho que agora se candidata em Lisboa pelo PSD e CDS-PP, João Ferreira citou "alguns que aí aparecem a prometer novos tempos, saídos do baú das velhas políticas que Lisboa já conheceu e a que não quer voltar",

"São os mesmos que projetaram no quotidiano dos lisboetas a dureza da agressão da tróica, os que destruíram os transportes públicos em Lisboa e os entregaram à privatização, os que se opuseram ao passe social intermodal, os que fizeram e aplicaram a lei dos despejos, os que sempre se opuseram a qualquer regulação do turismo e do alojamento local, os que acham que o mercado tudo resolve", exemplificou.

Ver comentários