Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Listas do PSD para as Legislativas: Secretário-geral segundo por Lisboa e Joaquim Sarmento em quarto

Das propostas de Lisboa, caíram - pelo menos dos nomes elegíveis - os atuais deputados Carlos Silva e Sandra Pereira.
Lusa 7 de Dezembro de 2021 às 22:32
Rui Rio
Rui Rio FOTO: Lusa
O secretário-geral do PSD, José Silvano, vai ser o número dois da lista de candidatos a deputados do partido por Lisboa, enquanto o presidente do Conselho Estratégico Nacional, Joaquim Sarmento, será o quarto.

De acordo a lista do círculo da capital - o maior do país - a que a Lusa teve acesso, os primeiros nomes são todos indicados pela direção e não constavam das propostas da distrital de Lisboa: além do cabeça de lista, Ricardo Baptista Leite, de José Silvano e de Joaquim Sarmento, estão também na lista a vice-presidente Isabel Meirelles (em terceiro) e o líder da distrital da Área Oeste Duarte Pacheco (em quinto).

Também Paula Reis, membro do Conselho Nacional de Jurisdição, Lina Lopes, presidente das Mulheres Sociais-Democratas, ou Pedro Roque, líder dos Trabalhadores Sociais-Democratas, foram indicados pela direção em sexto, sétimo e oitavos lugares, respetivamente.

Em décimo lugar, surge o líder da Juventude Social Democrata, Alexandre Poço, que também teve um reforço de indicação por parte da distrital de Lisboa, embora o primeiro nome proposto por esta estrutura, Rodrigo Gonçalves, apareça apenas em 17.º lugar, que não deverá ser elegível, uma vez que em 2019 os sociais-democratas elegeram 12 deputados.

Das propostas de Lisboa, caíram - pelo menos dos nomes elegíveis - os atuais deputados Carlos Silva e Sandra Pereira.

A direção já tinha acusado algumas distritais de usarem "uma estratégia de afrontamento", dando como exemplo as de Lisboa e do Porto, por indicarem nos primeiros lugares apoiantes de Paulo Rangel nas anteriores diretas, excluindo os de Rui Rio, que venceu essa disputa interna por 52,4% dos votos.

O Conselho Nacional do PSD está reunido desde cerca das 22:00, em Évora, para aprovar as listas de candidatos a deputados às legislativas de 30 de janeiro.

Ver comentários