Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Luís Montenegro: "Se há pessoa que conhece bem o parlamento sou eu"

Luís Montenegro é rival de Jorge Moreira da Silva na corrida à liderança do PSD.
18 de Maio de 2022 às 20:38
Luís Montenegro
Luís Montenegro FOTO: CMTV

Luís Montenegro, candidato à liderança do Partido Social Democrata, foi entrevistado esta noite na CMTV. 

"No PSD devemos ter uma linha vermelha que nunca devemos atravessar", começa Montenegro e afirma que a principal missão do partido é ser a oposição ao Partido Socialista.

Luís Montenegro diz que quer conquistar os eleitores que votaram no Chega e no IL, que pertencem à base eleitoral do PSD. "Não tenho nenhuma intenção de ter um acordo com o Chega", afirma, acrescentando que aquilo em que está focado é "retirar o PS do poder".

"Somos um país onde cada vez mais portugueses ganha o ordenado mínimo, que se aproxima cada vez mais do médio", diz Luís, referindo que o governo de António Costa não confia na sociedade para que as suas instituições sirvam a população e tenham de recorrer ao serviço público.

A emigração também foi um tema abordado durante a entrevista, sendo que o candidato afirmou que Portugal deveria estar preocupado em reter jovens qualificados com menos de 35 anos no país. Para que isto aconteça, há que criar uma "política fiscal amiga dos jovens que permita melhorar o modo de vida destas pessoas", diz.

"Sinto-me mais capacitado para abrir o partido à sociedade e para fazer combate político ao Governo", compara-se Montenegro a Moreira da Silva.

O PSD "não quer criar um negócio da saúde", explica, acrescentando que o SNS poderá tirar proveito de ter parcerias com os privados para que os utentes tenham acesso aos serviços com maior rapidez.

"Quero ser um político que anda pelo país todo", afirma Luís Montenegro.

Quando ao trabalho no parlamento, Montenegro atira: "se fosse eu a fazer a lista de deputados, obviamente que faria escolhas diferentes", mas garante que vai tentar trabalhar com os deputados nomeados por Rui Rio para o bem do país.

O candidato à liderança do PSD acredita que "a grande massa militante do PSD tem-se revisto nesta candidatura. Cada voto é um voto, procuro o voto de todos."

Já na fase final da entrevista, o candidato falou sobre as principais medidas que devem ser implementadas neste momento para ajudar o país a ultrapassar as dificuldades advindas da guerra entre a Ucrânia e a Rússia. "A inflação vai dar mais receita ao estado e a sua obrigação é retribuir a quem mais precisa", conclui Montenegro.

Jorge Moreira da Silva é o outro candidato às eleições diretas do partido e será entrevistado durante o jornal da noite da CMTV esta quinta-feira. A eleição acontece a 28 de maio.

Propostas de luís montenegro

- Criar o Movimento Acreditar para discussão política com a sociedade para elaborar um programa eleitoral

- Promoção de um processo de revisão estatutária e criação de uma Academia de Formação Política

- Criação de uma agência anticorrupção altamente especializada e com poderes efetivos de investigação

- Adoção do índice de Felicidade Interna Bruta como elemento de aferição dos resultados da ação governativa

- Promoção de incentivos à criação de instalações de educação pré-escolar em empresas

Luís Montenegro CMTV Partido Social Democrata política partidos e movimentos
Ver comentários
}