Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Marcelo quer Portugal e Brasil mais próximos

Chefe de Estado português encontrou-se com ex-presidente brasileiro Lula da Silva.
Andresa Pereira e Lusa 1 de Agosto de 2021 às 09:48
Presidente da República esteve com o ex-presidente do Brasil Lula da Silva
Chefe do Estado na chegada ao Brasil
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente da República esteve com o ex-presidente do Brasil Lula da Silva
Chefe do Estado na chegada ao Brasil
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente da República esteve com o ex-presidente do Brasil Lula da Silva
Chefe do Estado na chegada ao Brasil
Presidente Jair Bolsonaro
O Presidente da República, que se encontra numa visita de quatro dias ao Brasil, defendeu que há, em Portugal, um empenho generalizado para melhorar o relacionamento com o país-irmão, sendo preciso “construir e aprofundar” essa relação todos os dias.

“Em Portugal estamos todos - o Presidente da República em primeiro lugar, mas também o Governo e todos os setores políticos - empenhados num melhor relacionamento e no aprofundamento do papel da língua portuguesa, quer na comunidade que a fala quer no Mundo. Esse é o objetivo da minha vinda cá”, detalhou Marcelo Rebelo de Sousa, depois de chegar a São Paulo e de se ter reunido, durante uma hora, com o antigo presidente brasileiro, Lula da Silva.

Sobre este encontro, o Presidente da República português garantiu que “ouviu e registou” a visão de Lula da Silva, considerando-a importante, já que se trata de alguém que foi presidente e que “continua a acompanhar a situação no Brasil, as relações com Portugal e a situação internacional”.

Questionado pelos jornalistas se Lula da Silva partilhou as suas ambições políticas para as próximas eleições presidenciais de 2022 no Brasil, Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que “estas são conversas para ouvir e não para expor publicamente”, admitindo que Lula “falou da sua visão sobre o Brasil”.

pormenores
Mais encontros
Marcelo Rebelo de Sousa reuniu-se também com outros dois antigos presidentes da República do Brasil, Michel Temer e Fernando Henrique Cardoso. Amanhã será a vez do encontro com o atual presidente, Jair Bolsonaro.

Imagem em queda
A visita do Presidente da República português acontece numa altura em que a popularidade de Bolsonaro está a cair e cresce a contestação às suas políticas, nomeadamente a forma com lidou com a pandemia.

Operação Lava Jato
Lula da Silva, que governou o Brasil entre 2003 e 2010, esteve preso durante 580 dias, no âmbito da operação Lava Jato. Foi libertado no final de 2019. No ano passado, o Supremo Tribunal anulou as condenações.

Museu reinaugurado e condecorado com medalha Camões
O Presidente da República esteve na reinauguração do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, condecorando a instituição com a primeira medalha Camões. Marcelo classificou a reabertura como “um grande momento cultural”. A ausência mais notada da cerimónia foi a do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que preferiu juntar-se a uma concentração de motociclistas, também em São Paulo. Sobre a ausência, Marcelo disse que só “dança quem está na roda”.
Ver comentários