Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Pandemia da Covid-19 "redobrou importância" dos Espaços Cidadão, afirma ministra da Modernização do Estado

Alexandra Leitão revelou que, na próxima semana, será "atingido o objetivo delineado para 2023 de abrir 755 Espaços Cidadão, espalhados por todo o país".
Lusa 14 de Maio de 2021 às 14:17
A ministra da Modernização do Estado disse esta sexta-feira que, em plena pandemia, abriram mais de 100 Espaços Cidadão como o da aldeia de Mouçós, Vila Real, onde é também possível agendar a vacinação contra a Covid-19.

Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, afirmou que, em princípio, na próxima semana será "atingido o objetivo delineado para 2023 de abrir 755 Espaços Cidadão, espalhados por todo o país".

E, desde março do ano passado e em plena pandemia de Covid-19, abriram mais de uma centena de novos destes espaços que, no terreno, reforçam "a proximidade" do Estado aos cidadãos.

"Este é um projeto totalmente ganhador, cuja importância saiu redobrada deste contexto pandémico", afirmou.

Como são espaços pequenos mantiveram-se sempre abertos, ao contrário, por exemplo, das Lojas do Cidadão, que, por razões sanitárias, tiveram que fechar e, portanto, segundo Alexandra Leitão, "revalorizou-se esta figura".

A ministra falava aos jornalistas após a inauguração do Espaço Cidadão instalado na sede da União de Freguesias de Mouçós e Lamares, no concelho de Vila Real.

"Aqui tem novas funcionalidade como o agendamento das vacinas. Quem tem acesso ao digital facilmente o consegue fazer, mas quem não tem não consegue e, aqui, fazem esse apoio a quem precisa", explicou.

Neste momento já pode ser feito o autoagendamento das vacinas, mas a população mais idosa ou aqueles que não têm acesso à Internet ou a computadores podem procurar ajuda no Espaço Cidadão.

Nestes balcões são também prestados serviços como a renovação do Cartão de Cidadão (para pessoas com mais de 25 anos), pedido de cadernetas prediais e registos civis, a renovação da carta de condução e a ativação da chave móvel digital.

Alexandra Leitão reforçou a importância do projeto Espaço Cidadão pela "proximidade", pelo "auxílio no uso do digital, o digital assistido para que seja inclusivo", e pela "parceria entre a administração local e a central".

Depois de atingido o objetivo delineado no âmbito da estratégia de modernização do Estado e da Administração Pública 21/23, a ministra disse que se pretende não só abrir mais espaços como implementar os espaços móveis, ou seja, carinhas que irão circular pelas freguesias, um projeto inscrito no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O Espaço Cidadão de Mouçós, freguesia com cerca de 4.000 habitantes, abriu em novembro e criou um posto de trabalho, cujo salário é pago por esta autarquia. No primeiro trimestre deste ano foram ali atendidas cerca de 1.200 pessoas.

O presidente da Junta de Freguesia, Hélder Afonso, salientou que o objetivo foi "criar uma maior proximidade com os cidadãos" e "evitar deslocações" ao centro da cidade.

Nesta junta funciona também um posto dos CTT e ali é ainda possível realizar teleconsultas, no âmbito do SNS 24 balcão.

Em Vila Real, a ministra visitou também a Loja do Cidadão, no centro na cidade, que está em fase de obras, deverá ser inaugurada até ao final do ano e representa um investimento de cerca de um milhão de euros.

"É um processo que trará Vila Real para o século XXI nesta área da prestação de serviços. Era um processo que decorria há, pelo menos, 20 anos", afirmou o presidente da Câmara, Rui Santos.

O autarca disse que este edifício vai servir de "loja âncora" para o centro histórico da cidade.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 3.333.603 mortos no mundo, resultantes de mais de 160,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.998 pessoas dos 840.493 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ver comentários