Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

PSD, CDS e PPM assinam acordo de coligação em Gaia para as autárquicas

Em causa está a candidatura do antigo selecionador nacional António Oliveira à Câmara Municipal.
Lusa 7 de Maio de 2021 às 17:23
Câmara de Vila Nova de Gaia
Câmara de Vila Nova de Gaia FOTO: Paulo Duarte/Jornal de Negócios
PSD, CDS-PP e PPM formalizam no sábado uma coligação para a candidatura em Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, às eleições autárquicas deste ano, acordo que visa "construir uma alternativa à atual liderança socialista", foi esta setxa-feira revelado.

Em causa está a candidatura do antigo selecionador nacional António Oliveira à Câmara Municipal, bem como as das Assembleias de Freguesia.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da concelhia do PSD de Vila Nova de Gaia, Cancela Moura, recordou que "o acordo de coligação com o CDS-PP tem uma tradição de 24 anos" neste concelho, constituindo-se num "legado que se traduz num projeto autárquico que se destina a construir uma alternativa política e cívica à atual maioria municipal".

Já no que diz respeito ao acordo com o Partido Popular Monárquico (PPM), Cancela Moura referiu que Portugal "atravessa um momento económico e social difícil e idêntico ao que ocorreu em 1979/80", quando, "em cenário de crise, estes três partidos criaram uma alternativa de poder que deu muita esperança ao país".

O líder dos sociais-democratas também destacou que o PPM "foi o precursor de políticas ambientais no país", sendo objetivo desta coligação "respeitar os valores socioculturais das populações" e "apresentar propostas geradoras da valorização de coesão territorial em política fiscal, mobilidades transportes, ambiente, matérias muito caras em Gaia".

"A grande novidade deste acordo apesar de termos três partidos a subscrever a coligação, a maior coligação que queremos é uma coligação com a sociedade civil e com a inclusão de independentes", completou.

Já o presidente da concelhia do CDS-PP, Vítor Pereira, referiu à Lusa que esta coligação visa "continuar o trabalho que tem sido feito ao longo de tantos anos de acordo autárquico" e frisou "a necessidade de constituir uma alternativa forte ao atual poder".

"Não fazia sentido não haver acordo. Já com a escolha do candidato mostrámos que procuramos uma alternativa forte e a coligação é para consolidar essa alternativa forte à liderança socialista no concelho", concluiu.

A agência Lusa tentou obter declarações junto do PPM, mas até ao momento não foi possível.

A assinatura deste acordo de coligação está marcada para as 11:00 de sábado na sede do PSD em Vila Nova de Gaia, concelho que é atualmente liderado por Eduardo Vítor Rodrigues do PS que conquistou, nas autárquicas de 2017, nove mandatos, sendo oposição no executivo o PSD com dois eleitos.

Além da candidatura de António Oliveira, até agora foram oficializadas à Câmara de Vila Nova de Gaia as candidaturas dos deputados à Assembleia da República Diana Ferreira (PCP) e Luís Monteiro (Bloco de Esquerda).

As eleições autárquicas têm de ser marcadas pelo Governo para o período entre 22 de setembro e 14 de outubro.

Em Portugal há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira), e 3.092 juntas de freguesia (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).

Autárquicas PSD CDS PPM Porto Vila Nova de Gaia CDS-PP António Oliveira Cancela Moura Portugal Açores Madeira
Ver comentários