Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9
Ao minuto Atualizado às 19:26 | 15/10

PSD vai votar contra Orçamento do Estado 2022

Governo entregou na segunda-feira a proposta de Orçamento do Estado para 2022.
Correio da Manhã 15 de Outubro de 2021 às 14:17
Rui Rio
Marcelo Rebelo de Sousa
Rui Rio
Marcelo Rebelo de Sousa
Rui Rio
Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebe esta sexta-feira os partidos políticos com assento parlamentar na sequência da apresentação da proposta de lei do Orçamento do Estado 2022. 

As audiências ocorrem no contexto dos habituais encontros periódicos.

Ao minuto Atualizado a 15 de out de 2021 | 19:26
19:26 | 15/10

PCP não fecha porta a negociações

O PCP deu a entender que o partido está ainda disponível e não fecha a porta a negociações.
15:38 | 15/10

Iniciativa Liberal diz que OE "não privilegia o crescimento económico do País"

O deputado da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, disse que há uma sintonia entre o partido e a posição do Presidente da República quanto à preocupação sobre a natureza do Orçamento do Estado que, segundo o partido, "não privilegia o crescimento económico do País". 

"Partilhamos também a visão de que é crucial que esta oportunidade de recuperação pós-pandemia não seja por más escolhas públicas, quer isso ocorra por más escolhas públicas ou posições dos partidos", acrescentou o deputado. 

João Cotrim Figueiredo referiu que o Presidente da República sente que "temas estruturais do País não estão a ter reflexo no terreno". 

O Iniciativa Liberal acusa o Governo de ter "pouca estratégica e pouca ambição". "Este Orçamento do Estado dispõe de fundos europeus, taxas de juro anormalmente baixas e não consegue pôr o País a crescer", disse. 

O partido considera que o Iniciativa Liberal não é "tido nem achado na resolução ou não somos tidos nem achados na resolução da crise". 
14:14 | 15/10

PSD vai votar contra OE

O Partido Socia-democrata anunciou que vai votar contra o Orçamento do Estado 2022 (OE). "Vou dizer à direção nacional para votar contra", disse Rui Rio. 

Rui Rio explicou, após audiência com o Presidente da República, que o "Orçamento não tem uma estratégia a longo prazo", acrescentando que o mesmo "não priveligia o apoio às empresas, tem lá apenas algum dinheiro do PRR porque o dinheiro para as empresas é muito escasso". 

Rui Rio diz que "neste momento há uma situação muito grave relativamente ao preço dos combustíveis, mais pela carga fiscal do que pelo preço do produto. Impunha-se que este Orçamento do Estado tivesse uma resposta para esta situação baixando a carga fiscal dos combustíveis". 
Ver comentários