Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Relatório sobre serviço postal universal "está a ser elaborado", afirma Ministério das Infraestruturas

Estava estimado que o relatório estivesse concluído até final do mês passado.
Lusa 4 de Maio de 2021 às 00:03
Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos
Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos FOTO: António Cotrim / Lusa
O relatório do grupo de trabalho criado pelo Governo para analisar a evolução do serviço postal universal (SPU) "está a ser elaborado", disse à Lusa fonte oficial do Ministério das Infraestruturas, esta segunda-feira.

Em 18 de fevereiro, foi anunciada, por despacho do secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, a criação de um grupo de trabalho para "proceder à análise da evolução" do serviço postal universal.

Contactada pela Lusa sobre o tema, fonte oficial do ministério liderado por Pedro Nuno Santos disse que o "relatório do grupo de trabalho para avaliar o serviço postal universal está a ser elaborado".

Estava estimado que o relatório estivesse concluído até final do mês passado.

De acordo com o despacho, o grupo de trabalho tem como objetivo "proceder à análise da evolução do serviço postal universal, nos termos da Lei Postal, bem como avaliar a necessidade de introdução de ajustamentos no âmbito do SPU e as obrigações do respetivo prestador, tendo na máxima conta que a prestação daquele serviço constitui um instrumento essencial de coesão social e territorial".

O contrato de concessão do serviço postal universal dos CTT, que estava previsto terminar no final de 2020, foi prorrogado por um ano, até 31 de dezembro de 2021.

"O Governo considera adequado proceder à criação de um grupo de trabalho constituído por representantes do Governo, com o objetivo de proceder à análise da Lei Postal e às necessidades de serviço universal no território nacional cujo resultado dos trabalhos constituirá a base da elaboração do caderno de encargos do procedimento de designação do futuro prestador do serviço postal universal", adianta o despacho.

Ver comentários