Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Rio diz que CDS será "opção de coligação" caso PSD "não tenha maioria absoluta" . Chicão afima que partido "não é muleta"

Líder do PSD em debate com representante do CDS para as eleições legislativas.
Correio da Manhã e Lusa 7 de Janeiro de 2022 às 21:36
Rui Rio lidera o PSD. Programa eleitoral é apresentado esta tarde
Francisco Rodrigues dos Santos, do CDS-PP
Rui Rio lidera o PSD. Programa eleitoral é apresentado esta tarde
Francisco Rodrigues dos Santos, do CDS-PP
Rui Rio lidera o PSD. Programa eleitoral é apresentado esta tarde
Francisco Rodrigues dos Santos, do CDS-PP

O debate entre o líder do PSD, Rui Rio e do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos começou com a situação de coligação entre os partidos. Algo que estas eleições  para Rui Rio não irá acontecer. O representante do PSD revelou que a primeira opção de coligação será o CDS caso o PSD não tenha maioria absoluta. Chicão defendeu que o CDS "não é muleta de nenhum partido e tem poder próprio".

Rui Rio menciona que o PSD não é um partido de direita e sim um de centro, ao que Francisco Rodrigues dos santos respondeu ser um PSD sem D (PS). O representante do CDS afirmou que o partido do PSD colaborou com o PS e não exerceu a devida oposição.

O presidente do PSD apelou ao voto útil no seu partido para retirar António Costa de primeiro-ministro, enquanto o líder do CDS-PP alertou que votar nos sociais-democratas pode servir para "arranjinhos" com o PS.

Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos assumiram estas posições num debate na CNN Portugal em período de pré-campanha para as eleições legislativas antecipadas de 30 de janeiro.

Logo no início, Francisco Rodrigues dos Santos lamentou que o PSD tenha optado por não se apresentar a estas legislativas em coligação pré-eleitoral com o CDS-PP, considerando que houve "entendimentos diferentes sobre o interesse nacional".

Francisco Rodrigues dos Santos Rui Rio Chicão CDS PSD política eleições
Ver comentários