Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Suzana Garcia “não viola essência do PSD”, garante secretário-geral

Nome foi aprovado por unanimidade. Direção rejeita que a advogada seja racista ou que defenda a castração química.
Salomé Pinto 8 de Abril de 2021 às 08:48
Suzana Garcia, advogada e comentadora televisiva, é candidata do PSD à Câmara da Amadora
Isaltino Morais é recandidato independente a Oeiras
Suzana Garcia, advogada e comentadora televisiva, é candidata do PSD à Câmara da Amadora
Isaltino Morais é recandidato independente a Oeiras
Suzana Garcia, advogada e comentadora televisiva, é candidata do PSD à Câmara da Amadora
Isaltino Morais é recandidato independente a Oeiras
Suzana Garcia foi aprovada por unanimidade pela direção do PSD para concorrer à Câmara da Amadora nas Autárquicas deste ano, anunciou esta quarta-feira o secretário-geral do partido, José Silvano. Perante as polémicas declarações da candidata sobre a castração química de pedófilos, Silvano garantiu que “não violam a essência do PSD”.

O coordenador autárquico quis deixar bem claro que “o PSD é contra a castração química e nunca apoiaria um candidato que defendesse” tal punição, tendo já rejeitado uma proposta do Chega no Parlamento. Pela “análise das posições públicas de Suzana Garcia”, a direção entendeu que a comentadora de assuntos criminais “não defende a castração química de pedófilos igual à do Chega”, mas antes “uma terapia medicamentosa para controlo da libido”, justificou Silvano. “Esta posição enquadra-se na pluralidade que o PSD tem para as câmaras do País”, reforçou o social-democrata. Mas logo a seguir fez uma ressalva: “Se fosse candidata ao Parlamento teria outro crivo.”

Tendo em conta a diversidade étnica da Amadora e algumas declarações de teor xenófobo da candidata, Silvano garantiu que Suzana Garcia “não é racista”, acrescentando que a advogada “até já tem um programa de tal modo elaborado para o município que vai fazer inveja”. E rejeitou qualquer aproximação ao Chega, uma vez que “a candidata recusou vários convites” daquele partido, considerou Silvano, defendendo que “é a candidata adequada, capaz de ganhar”. Porém, nem Silvano nem o líder do PSD, Rui Rio, falaram pessoalmente com Suzana Garcia. A decisão da direção baseou-se apenas nas declarações públicas da advogada.

Em Oeiras, o partido “ainda está a analisar o apoio à recandidatura do independente Isaltino Morais”, afirmou José Silvano, acrescentando que “todas as hipóteses estão em cima da mesa”, incluindo avançar com uma lista própria.

saiba mais
53 candidatos foram homologados esta quarta-feira pela comissão política nacional do PSD. Esta é quarta lista aprovada pela direção social-democrata, num total de 294 nomes já escolhidos para outras tantas câmaras.

CDS lidera 5 coligações
Em 5 municípios, a coligação de direita será presidida pelo CDS: Covilhã, Montemor-o-Novo, Mora, S. João da Madeira e Castro Verde. Em outras 5 autarquias, o PSD vai apoiar listas independentes: Vila Nova de Cerveira, Vidigueira, Penamacor, Alpiarça e Golegã.
Ver comentários