Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Câmara quer comprar convento de Monchique

Autarquia quer adquirir imóvel para ali criar uma pousada ou um hotel de charme.
Ana Palma 16 de Julho de 2017 às 10:32
Após aquisição do convento, a Câmara de Monchique vai começar por consolidar a ruína para evitar desmoronamentos
Convento de Monchique
Convento de Monchique
Após aquisição do convento, a Câmara de Monchique vai começar por consolidar a ruína para evitar desmoronamentos
Convento de Monchique
Convento de Monchique
Após aquisição do convento, a Câmara de Monchique vai começar por consolidar a ruína para evitar desmoronamentos
Convento de Monchique
Convento de Monchique
Mesmo em ruínas, o Convento de Monchique continua a ser um dos grandes atrativos turísticos do concelho, com muitos turistas a deslocarem-se ao local, não só pelo monumento mas também pela soberba vista que dali se desfruta. Um facto que leva a Câmara de Monchique a pretender adquirir o imóvel, com vista a que ali venha a ser construída uma unidade hoteleira. E pondera mesmo avançar para a expropriação, se não houver outra solução.

Isso mesmo foi este sábado confirmado ao CM pelo presidente da autarquia, Rui André, que avançou que a câmara está, "há muito tempo, a negociar com vista a adquirir o edifício na sua totalidade, o que se tem revelado muito difícil, uma vez que o mesmo está fracionado em várias parcelas, com vários proprietários".

Nestas circunstâncias, a autarquia admite "avançar para a expropriação ou posse administrativa" do convento. "Desta forma, e cumprindo todos os trâmites legais, poderemos avançar para uma intervenção no edifício", adiantou Rui André, acrescentando que o objetivo é "criar ali uma Pousada de Portugal ou um hotel de charme".

Numa primeira fase, a autarquia quer fazer "a consolidação da ruína, para evitar eventuais derrocadas, mas mantendo o monumento visitável". Seguir-se-á a fase de "contactos com potenciais investidores, nomeadamente na área da hotelaria e restauração". Rui André diz que já há "um projeto para criar ali um hotel", o que "permitiria não só recuperar o imóvel como aumentar a capacidade hoteleira do concelho, que tem crescido nos últimos anos".
Ver comentários