Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Canil de Vizela avança sem apoio do Governo

Candidatura apresentada ficou de fora do programa estatal de apoios financeiros.
Fátima Vilaça 3 de Janeiro de 2019 às 08:09
Canil de Vizela
Canil
Canil
Canil de Vizela
Canil
Canil
Canil de Vizela
Canil
Canil
A Câmara de Vizela decidiu avançar, sozinha, para a construção do novo canil municipal, depois de ter visto chumbada a candidatura ao programa estatal de incentivos financeiros para a construção de centros de recolha oficial para animais de companhia abandonados.

Sem o apoio financeiro do Governo, Vizela arranca agora com a concretização de um projeto de 202 mil euros, que a autarquia classificou como "urgente".

"Já não podemos esperar mais por apoios no financiamento. Temos visto aumentar, de ano para ano, o número de animais abandonados e, com a nova lei, que proíbe o abate de animais de companhia, o abrigo provisório que construímos é manifestamente insuficiente", explicou ao CM Victor Hugo Salgado.

O autarca lembra que, só nos últimos dois anos, foram recolhidos no concelho 170 animais de companhia e que "a tendência é para aumentar". Por isso, a urgência em partir para a construção do Centro de Recolha Oficial (CRO) de raiz.

O projeto já foi aprovado e a construção tem um custo previsto de 202 mil euros. O arranque das obras deve acontecer ainda no primeiro semestre do ano e o autarca acredita estar pronto a abrir portas no início de 2020. "Será um espaço moderno, que vai oferecer condições dignas aos animais abandonados", vincou.

O novo CRO, em Infias, terá 15 jaulas, com capacidade para acolher, em simultâneo, 30 cães e 4 jaulas para acolher gatos.

Até estar concluído e devido à lotação do abrigo provisório, a autarquia vai implementar medidas imediatas, como a esterilização e as campanhas de sensibilização e adoção.
Infias Câmara de Vizela Governo Vizela CRO Victor Hugo Salgado Centro de Recolha Oficial política
Ver comentários