Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Casa de Rosa Ramalho está abandonada no meio das silvas

Casa foi comprada pela Câmara em 2010 mas não foram feitas obras.
Fátima Vilaça 11 de Fevereiro de 2016 às 15:54
Casa em Galegos S. Martinho está devoluta e completamente abandonada
Casa em Galegos S. Martinho está devoluta e completamente abandonada FOTO: DR

Foi e ainda é um dos nomes mais sonantes do figurado barcelense. As suas peças em barro vidrado, num tom castanho-mel, fizeram sucesso aquém e além-fronteiras, e apesar de já ter morrido há quase 40 anos, ainda hoje é lembrada como um ícone do figurado de Barcelos.

No entanto, a casa onde viveu e deu azo à criatividade para criar a maioria das suas peças, está totalmente deixada ao abandono. A Câmara Municipal adquiriu o imóvel situado em Galegos S. Martinho, em 2010, com o objetivo de criar um museu dedicado à barrista. Passados todos estes anos, o projeto não saiu do papel.

"Tenho muita pena de ver a casa onde brinquei e onde aprendi a trabalhar o barro com a minha avó transformar-se num amontoado de pedras, cobertas de silvado", desabafou ao CM Júlia Ramalho, neta da artesã barcelense. As negociações para a compra da casa, em Galegos S. Martinho, na rua que entretanto ganhou o nome da artesã, começaram em 2007.

O executivo da altura, liderado pelo social-democrata Fernando Reis, tinha a intenção de reunir no espaço o legado da barrista, criando um museu onde a obra pudesse ser apreciada. O negócio só se concluiu em 2010, já com os socialistas liderados por Miguel Costa Gomes no poder. Mas até agora as obras não começaram e a degradação acentua-se.

O telhado da habitação ruiu por completo e até as paredes começaram a desmoronar-se. A vegetação tomou conta do que resta das paredes. "Eu percebo que agora não há dinheiro para nada, mas é uma pena deixar a casa cair", lamenta Júlia Ramalho.

A ceramista não culpa a câmara, mas não esconde a tristeza pelo "esquecimento" a que foi deixada a sua avó. "Agora deixou de se ouvir falar da Rosa Ramalho. Os mais novos já não sabem quem é", lamenta.

Galegos S. Martinho Júlia Ramalho Fernando Reis Miguel Costa Gomes Rosa Ramalho abandono habitação
Ver comentários