Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Máquinas de lavar roupa albergam gatos de rua em Monchique

Projeto ‘Aqui há gato’ implementado na vila serrana cria abrigos para gatos esterilizados.
Rui Pando Gomes 21 de Outubro de 2018 às 06:00
Abrigos para os felinos estão colocados num bairro residencial e junto ao miradouro da vila e da escola do Ensino Básico
Gatos em máquinas de lavar
Gatos em máquinas de lavar
Gatos em máquinas de lavar
Abrigos para os felinos estão colocados num bairro residencial e junto ao miradouro da vila e da escola do Ensino Básico
Gatos em máquinas de lavar
Gatos em máquinas de lavar
Gatos em máquinas de lavar
Abrigos para os felinos estão colocados num bairro residencial e junto ao miradouro da vila e da escola do Ensino Básico
Gatos em máquinas de lavar
Gatos em máquinas de lavar
Gatos em máquinas de lavar
Dar abrigo aos gatos de rua e dar nova vida a máquinas de lavar e secar roupa avariadas. São estes os pilares do projeto inovador ‘Aqui há gato’, que está a ser implementado pela Câmara de Monchique na vila serrana.

Depois de pintadas e decoradas, as máquinas são colocadas em locais estratégicos para dar abrigo e proteger dezenas de gatos. A ideia pioneira surgiu da médica veterinária municipal, Ana Silva, ao verificar que duas gatas procuravam abrigo no interior de uma máquina de lavar roupa avariada, colocada temporariamente nas traseiras da sua clínica veterinária enquanto aguardava transporte para ser removida.

"Como vi que as gatas adoraram o abrigo, pusemos uma mantinha no interior da máquina e ficou a casa delas. Pareceu-me na altura muito acolhedor, porque protege do frio, do calor, do vento e da chuva e que podia ser uma forma de abrigar animais esterilizados em vários locais", revela a veterinária Ana Silva.

A ideia começou a ganhar forma quando surgiu a necessidade de recolocar, nas colónias originais mais polémicas, os gatos esterilizados no âmbito do programa de controlo das populações felinas no município.

"Senti que a recolocação dos animais devia ser acompanhada de um alojamento e, não querendo repetir o que era feito em outros municípios, lembrei-me das máquinas de lavar roupa. Achei que seria um bocadinho de lixo colocar a máquina por si só no exterior, e então pedimos a colaboração de um artista de graffiti que, com a envolvência de algumas crianças das escolas, pintaram e decoraram as máquinas", explica Ana Silva.
Câmara de Monchique Ana Silva política autoridades locais interesse humano animais
Ver comentários