Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Moradores denunciam poluição em Alverca

Residentes afirmam que a água está a ser contaminada com dejetos e restos de animais.
Francisca Genésio 1 de Novembro de 2017 às 06:00
Moradores denunciam poluição em Alverca
Moradores denunciam poluição em Alverca
Moradores denunciam poluição em Alverca
Moradores denunciam poluição em Alverca
Moradores denunciam poluição em Alverca
Moradores denunciam poluição em Alverca
Os moradores da rua do Termo de Lisboa, em Alverca do Ribatejo (Vila Franca de Xira), estão revoltados com o mau cheiro e a cor da água da Ribeira da Alfarrobeira.

Atribuem a culpa "a descargas ilegais com dejetos e restos de animais". "É triste ver como o rio está porque a minha mãe lavou aqui roupa, durante uns bons e largos anos", contou ao CM José Duarte, de 54 anos.

Os residentes afirmam que a situação já levou ao aparecimento de ratazanas junto dos prédios e reclamam uma intervenção urgente por parte das autoridades. "Este problema condiciona-nos a vida. É impossível abrir as janelas, por exemplo. O mau cheiro é tão intenso que até dá vómitos" afirmou Wellington Silva, técnico informático.

Segundo os moradores, a poluição da ribeira foi denunciada há vários anos às entidades responsáveis. "Há uns anos, a presidente da câmara veio até aqui e subiu a ribeira, de galochas. Tentou seguir o rasto e perceber de onde é que isto vinha. Mesmo assim, nunca tivemos qualquer resposta", acusa Custódio Ferrão, morador daquela rua há 28 anos.

A solução, para os habitantes, passa por se identificar a fonte das descargas e cimentar a ribeira para evitar a acumulação de poluição.

Ao CM, fonte do Ministério do Ambiente disse estarem a ser desenvolvidas, "no âmbito do Plano de Fiscalização, diversas ações junto de operadores localizados na envolvente da ribeira".

A Câmara de Vila Franca de Xira confirmou ter recebido reclamações e disse que, após uma deslocação ao local, verificou "uma coloração da água pluvial acastanhada, o que motivou a participação junto das entidades competentes".
Ver comentários