Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

PSD/Porto tem 16 eleitos nos órgãos nacionais

Reunião da Comissão Política, na segunda-feira, vai analisar resultados do congresso.
Manuel Jorge Bento 24 de Fevereiro de 2018 às 09:21
Rui Rio foi presidente da Câmara do Porto e chegou agora à presidência do partido
Paulo Rangel
Arlindo Cunha também está no conselho
Nuno Mota Soares foi igualmente eleito
Rui Rio foi presidente da Câmara do Porto e chegou agora à presidência do partido
Paulo Rangel
Arlindo Cunha também está no conselho
Nuno Mota Soares foi igualmente eleito
Rui Rio foi presidente da Câmara do Porto e chegou agora à presidência do partido
Paulo Rangel
Arlindo Cunha também está no conselho
Nuno Mota Soares foi igualmente eleito
O distrito do Porto ganhou voz nos órgãos nacionais do PSD, garantindo mais três representantes para além dos 13 que detinha até agora. Além de Rui Rio, eleito líder do partido, também Manuel Teixeira, que foi chefe de gabinete do antigo autarca do Porto e seu estratega, integra a comissão política. No conselho nacional, 10 dos 70 lugares são do Porto, dos quais cinco eleitos pela lista de Santana Lopes - houve 8 listas.

Paulo Rangel, Arlindo Cunha, Nuno Mota Soares, Paulo Ramalho e Carlos Nunes são os eleitos da lista oficial de Rui Rio para aquele órgão - encabeçada pelo seu oponente nas diretas de 13 de janeiro.

Da lista de Bruno Vitorino, da distrital de Setúbal, segue o portuense Abraão Silva e, dos nomes liderados por Alexandre Barros da Cunha, entrou César Vasconcelos. Pela lista do antigo autarca de Barcelos Carlos Reis, foram eleitos Alberto Fonseca, Pedro Sousa e Ricardo Santos.

A distrital do PSD/Porto está ainda representada na Mesa do Congresso, com Isabel Cruz, na presidência da Comissão de Auditoria Financeira, com Catarina Rocha Ferreira, e no Conselho de Jurisdição, com os vogais José Miguel Bettencourt e João Paulo Meireles.

O congresso nacional do PSD, que decorreu no último fim de semana, em Lisboa, estará em análise na reunião da Comissão Política alargada da estrutura distrital do Porto, marcada para segunda-feira, depois de António Tavares - provedor da Misericórdia do Porto e próximo de Rui Rio - ter aberto a porta a uma eventual candidatura à liderança da distrital social-democrata, presidida por Bragança Fernandes - que apoiou Santana Lopes nas diretas.
Ver comentários