Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Jorge Palma não tem "grandes ilusões" em relação à 'fatia' para a Cultura

Músico refere que área "fica sempre num cantinho escuro", nas contas de cada Governo.
Lusa 1 de Outubro de 2022 às 08:22
Aniversário de Jorge Palma será celebrado com concerto
Aniversário de Jorge Palma será celebrado com concerto FOTO: Isabel Pinto
O músico e compositor Jorge Palma disse à agência Lusa que já não tem "grandes ilusões" em relação à fatia do Orçamento do Estado dedicada à Cultura, área que "fica sempre num cantinho escuro", nas contas de cada Governo.

Questionado sobre as expectativas que tem em relação ao peso da Cultura no Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), Jorge Palma disse à agência Lusa que, "em cada orçamento que sai, a Cultura fica sempre num cantinho escuro".

"Portanto, já não tenho grandes ilusões em relação à minha área de vivência", partilhou.

O músico recorda que os trabalhadores da área da Cultura já estão "habituados". "E o que é que a gente pode fazer? Greve? Aí é que não ganhamos nada", disse.

"Tenho aprendido à minha custa que tenho de ser eu a mexer-me e a fazer o meu melhor e estar aí para a luta. Não estou à espera de nenhum... Não estamos na Dinamarca", declarou o músico, que assinala este ano 50 anos de carreira.

O Governo vai entregar no próximo dia 10 de outubro, no Parlamento, a proposta de Orçamento do Estado para 2023 (OE2023).

O OE 2023 vai ser debatido na generalidade nos dias 26 e 27 de outubro, estando a votação final global do diploma da proposta do Governo marcada para 25 de novembro.

Cultura no Orçamento do Estado Jorge Palma Governo OE2023
Ver comentários