Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Dez arguidos e 200 mil euros apreendidos em megaoperação da PJ contra o cibercrime

Operação conta com mais de 100 inspetores da PJ.
Correio da Manhã 28 de Abril de 2021 às 11:22
Polícia Judiciária investiga o caso
Polícia Judiciária investiga o caso FOTO: Direitos Reservados

A Polícia Judiciária, através da sua Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica, tem em curso uma megaoperação de combate ao phishing, um método de intrusão em contas bancárias das vítimas por via informática, que culminou em seis detenções, entre eles quatro homens e duas mulheres, entre os 25 e os 70 anos, bem como a realização de 30 buscas domiciliárias em Lisboa. 10 pessoas foram constituídas arguidas no caso. 

Operação conta com mais de 100 inspetores da PJ.

Nesta operação foi possível apreender cerca de 200 mil euros em numerário, um prédio urbano, um automóvel, uma arma de fogo e diversos elementos de prova.

Em causa, está um grupo criminoso organizado, fortemente indiciado da prática dos crimes de burla informática, falsidade informática, acesso ilegítimo, branqueamento de capitais e associação criminosa.

O crime consistia no envio de uma mensagem SMS com aparência de origem de uma Instituição Bancária contendo um texto padrão onde induzia a vítima a carregar num endereço eletrónico supostamente para evitar uma multa. As vítimas ao acederem ao link entrava num website semelhante à página do Banco onde forneciam as suas credenciais de acesso ao serviço homebanking. Seguidamente as vítimas eram contactadas por chamada de voz, por indivíduo que dizia ser do serviço de segurança do Banco, com o propósito de enganar a vítima a validar a transferência bancária ilícita realizada.

Lisboa PJ Polícia Judiciária crime lei e justiça
Ver comentários