Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Advogado condenado a cinco anos de pena suspensa por burla qualificada

Carlos Calvão Teixeira ‘sacou’ 150 mil euros, tendo agora de indemnizar o construtor nesse valor, além de mais mil euros por danos não patrimoniais.
Manuel Jorge Bento 12 de Maio de 2021 às 10:22
Advogado xxx
Advogado xxx FOTO: Getty Images
O advogado Carlos Calvão Teixeira foi esta quarta-feira condenado, em Vila Nova de Gaia, a cinco anos de prisão, pena suspensa, por burla qualificada e falsificação de documento.

O arguido estava acusado de pedir 350 mil euros a um construtor, dando como garantia dois imóveis, tendo conseguido anular as hipotecas feitas. O tribunal deu como provado que o advogado ‘sacou’ 150 mil euros, tendo agora de indemnizar o construtor nesse valor, além de mais mil euros por danos não patrimoniais.

O tribunal entendeu suspender a pena, uma vez que, à data dos factos, o arguido ainda não tinha sido condenado a seis anos de cadeia por outra burla, de cerca de um milhão de euros (foi condenado em 2019 e os factos deste processo remontam a 2015).
advogado burla Carlos Galvão Teixeira Vila Nova de Gaia
Ver comentários