Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Alferes da GNR que feriu dez instruendos do curso de guardas suspenso por 121 dias

Um dos feridos foi atingido num olho e ficou parcialmente cego, abandonando o curso.
Sérgio A. Vitorino 30 de Abril de 2021 às 08:43
Militar a ser agredido na cabeça
Militar a ser agredido na cabeça FOTO: Direitos Reservados
O alferes da GNR João Semedo, que feriu dezena de instruendos do curso de guardas, em 2018, em Portalegre, durante a prova ‘Red Man’ – com fato de proteção a bater com violência em alunos desprotegidos – foi suspenso 121 dias, numa decisão do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, de 31 de março e esta quinta-feira publicada em Diário da República.

O militar está no destacamento da GNR de Sintra. Um dos instruendos foi atingido num olho e ficou parcialmente cego, abandonando o curso. À pena disciplinar de 121 dias, soma-se a descida do alferes à 4ª classe de comportamento.

GNR João Semedo Red Man Portalegre Eduardo Cabrita Diário da República crime lei e justiça
Ver comentários