Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

“Atirei-lhe álcool por brincadeira”: Pasteleiro julgado por ter ateado fogo a uma colega

Arguido, de 29 anos, negou ter tido a intenção de ferir a colega de trabalho.
Paulo Jorge Duarte 5 de Maio de 2021 às 08:44
Tribunal de Aveiro
Tribunal de Aveiro FOTO: Miguel Pereira da Silva

O pasteleiro que está a ser julgado pelo Tribunal de Aveiro, por ter ateado o fogo a uma colega, de 21 anos, confessou esta terça-feira, perante a juíza, ter cometido o crime de ofensa à integridade física qualificada.

No entanto, o arguido, de 29 anos, negou ter tido a intenção de ferir a colega de trabalho.

"Estou arrependido, foi uma brincadeira estúpida. Atirei-lhe álcool etílico porque era uma brincadeira que os funcionários faziam", contou o homem.

"Deram-me um isqueiro que pensava estar avariado. Infelizmente funcionou", acrescentou o arguido. A jovem sofreu queimaduras de 2º grau em todo o corpo. Foi o arguido que transportou a vítima para o hospital de Aveiro. A jovem foi depois seguida na unidade de queimados de Coimbra.

Aveiro Tribunal de Aveiro crime lei e justiça julgamentos
Ver comentários