Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Bombeiros na frente de combate a incêndios florestais vão receber 2,375 euros por hora

Valores monetários para a alimentação também foram aumentados.
João Carlos Rodrigues e Lusa 16 de Maio de 2021 às 09:43
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros no combate às chamas FOTO: Ricardo Almeida
Os mais de 12 mil bombeiros que integram o dispositivo de combate a incêndios florestais vão receber este ano 57 euros por dia – um aumento de 3 euros face ao 2020. Na prática são 2,375 euros por hora. O montante foi divulgado na diretiva financeira da Autoridade de Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Também os valores monetários para a alimentação foram aumentados. As corporações que fornecerem refeições aos operacionais mobilizados para o combate aos fogos vão receber um total de 22,50 euros por cada bombeiro (8,75€ para almoço e jantar, 2,50€ para os reforços de pequeno-almoço e lanche).

Desde este sábado que está em vigor o ‘nível II’ do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR2021), com 8537 operacionais, 1940 viaturas e 37 meios aéreos disponíveis. Na fase mais crítica –meses de julho a setembro – o efetivo será de 12 058 bombeiros no terreno e 60 aeronaves, o maior de sempre de acordo com a ANEPC e o Ministério da Administração Interna.
Ver comentários