Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Caças F16 e militares da Força Aérea Portuguesa iniciam missão da NATO na Polónia

Ação insere-se na tranquilização do flanco Leste da Europa estabelecidas desde que a Rússia avançou com anexação da Crimeia.
Sérgio A. Vitorino 4 de Setembro de 2020 às 18:24
Caças F16 e militares da Força Aérea Portuguesa iniciam missão da NATO na Polónia
Caças F16 e militares da Força Aérea Portuguesa iniciam missão da NATO na Polónia FOTO: Direitos Reservados

Quatro caças F16 e 70 militares da Força Aérea Portuguesa começaram esta sexta-feira uma missão da NATO na Polónia, no âmbito das medidas de tranquilização do flanco Leste da Europa estabelecidas desde que, em 2014, a Rússia avançou com anexação da Crimeia à Ucrânia.

As aeronaves saíram esta sexta-feira de Portugal e chegaram a meio da tarde à Base Aérea de Malbork, após reabastecimento em Florennes, na Bélgica. Os 70 militares já se encontravam na Polónia desde o início do mês, tendo sido transportados num avião C130.

A missão deverá prolongar-se por dois meses. Os militares pertencem às esquadras 201  "Falcões" e 301 "Jaguares", ambas a operar os caças F-16 a partir da Base Aérea nº5, em Monte Real (Leiria).

"Esta missão tem como objetivo reforçar o empenhamento no flanco leste da Aliança, através da participação em treinos e exercícios combinados com Forças Aliadas. Pretende-se assim reafirmar o compromisso de defesa coletiva, exercitar a interoperabilidade e dissuadir possíveis ameaças", explica o Estado-Maior-General das Forças Armadas.

"O contingente nacional está preparado para efetuar diversas tipologias de missão, com particular relevo para as missões Ar-Ar e Ar-Solo, o que constitui um contributo valioso para o treino das forças e países parceiros da NATO nesta região estratégica", descreve.

Ver comentários