Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Cinco anos de prisão para jovem que tentou matar dois homens com recurso a um canivete e uma barra de ferro

Arguido terá ainda de pagar 6 000 euros de indemnização a cada uma das vítimas e quase 750 euros ao Hospital de Braga, pela assistência às mesmas.
Lusa 27 de Julho de 2021 às 19:54
Tribunal de Braga
Tribunal de Braga FOTO: Eduardo Martins
O Tribunal de Braga condenou a cinco anos e dois meses de prisão um homem que agrediu outros dois homens com um canivete e uma barra de ferro em Vieira do Minho, na sequência de uma altercação num estabelecimento de diversão noturna.

Por acórdão de 15 de julho, a que a Lusa teve acesso esta terça-feira, o tribunal condenou o arguido, de 23 anos, por dois crimes de homicídio, na forma tentada.

O arguido terá ainda de pagar 6.000 euros de indemnização a cada uma das vítimas e quase 750 euros ao Hospital de Braga, pela assistência às mesmas.

O caso remonta à madrugada de 6 de agosto de 2020, após uma discussão registada no interior de um estabelecimento de diversão noturna.

A altercação e o confronto prosseguiram no exterior do estabelecimento, tendo o arguido usado primeiro um canivete e depois uma barra de ferro para agredir as vítimas.

Uma das vítimas foi atingida por vários golpes de canivete no crânio, face, costas e num braço.

Outra foi agredida com uma pancada na cabeça com uma barra de ferro.

Para o tribunal, o arguido agiu com a intenção de matar, mas "o conflito que existiu não é fundamento para se matar alguém, nem enquadra como minimamente aceitável tal comportamento".

O tribunal sublinha ainda que os factos ocorreram "num quadro emocional em que todos estavam alterados" e num dia em que o arguido tinha consumido estupefaciente e bebidas alcoólicas.

O acórdão destaca ainda que o arguido, no julgamento, não manifestou arrependimento.

No processo, as vítimas também eram também arguidas, por alegadas ofensas à integridade física, mas foram absolvidas.

Vieira do Minho crime lei e justiça Tribunal de Braga julgamentos crime leis
Ver comentários